Feeds RSS
Feeds RSS

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Lavar a Alma

Vestida de Branco
Flor amarela no cabelo
Tentava silenciar a música
Que vibrava em seu coração
As ruas, os casarões, essa gente
Passavam-lhe a vista,
Avessos ao que lhe ia na alma.
Uma melodia ao longe lhe chama a atenção
Somente um samba lhe tiraria dessa letargia...
Como que magnetizada, dispara até lá
Para!
Deixa a música entrar pelos ouvidos,
Mente, olfato, tato...
Deixa este samba envolver a música
Que vibra no seu coração...Fazendo-o calar
Ela não luta contra...
Ela também gosta de samba...
A menina com a flor amarela no cabelo
Põe um sorriso nos lábios
Arrasta seu par até o centro
E samba pra encantar...
Samba pra lavar a alma
Samba pra se deixar renovar
Samba juntinho, assim bem miudinho...
E pensa ... Meu Deus... como é bom sambar!!

4 comentários:

Verena disse...

Lindo texto!!! Parabéns, amiga, a cada dia uma linda surpresa.

Suzana Martins disse...

Amiga que texto maravilhoso!!

Leve, dançante, envolvente, marcante!!

Uma delícia de versos que dançaram em minha alma!

Que coisa maravilhosa!!^^

Perfeito amiga!!

Beijos

Te adoro

pimbriani disse...

Parabéns pelo dom que tu tens na escrita, adorei seu texto, valeu o post!

Sanbahia disse...

Vixe, Vivi to sambando miudinho até agora. Coisa boa demais, affe?
Adorei seu texto.
Grata pelo comentário em Vixe Mainha poesias.
Vamos marcar um cafezinho.
Um cheiro cheinho de dengos.

Postar um comentário